CONHEÇA CARANDAÍ




HISTÓRIA DE CARANDAÍ


Carandaí - MG

Carandaí - MG

NOSSA HISTÓRIA...


O topônimo Carandaí ou Rio Carandás em vernáculo, originou-se, segundo alguns autores, de caranda - hy - termo tupi, que significa "palmeira d’água". O Rio Carandaí servia de divisa entre Carijós (atual Conselheiro Lafaiete) e Prados.

Em 1726 um alvará exigiu a ermida de Nossa Senhora das Dores de Carandaí (propriedade particular de um sitiante chamado Manuel Gonçalves Viana), cujos vestiários permaneceram numa Capela deste título dentro da sede do município, hoje completamente inexistente.

Constam em registros que datam do ano de 1736, a primeira capela de madeira, sob invocação de São Brás na localidade da Ressaca. Essa localidade hoje pertencente ao município, já era ponto de encontro de tropeiros e diligências que se dirigiam a Vila Rica de Ouro Preto, portanto, apresentando características de um povoado, anterior ao povoado que originou a sede atual do município.

Em 1842 a Capela foi elevada a categoria de Capela pública e a padroeira passou a ser Nossa Senhora da Glória.


Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca)

- Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca) -

"A Capela de Ressaca foi erigida como consequência da doação de terras para formação do patrimônio religioso, sob a devoção de Nossa Senhora da Glória. Tornou-se possível, a partir de então, o parcelamento das áreas rurais eclesiásticas em lotes urbanos que, aforados, deram origem à construção das primeiras casas e a formação de um povoado. As primeiras casas pertenciam, geralmente, a fazendeiros ou comerciantes ricos. "


Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca)

- Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca) -


"A provisão ordinária de 7 de janeiro de 1736, que autorizou a construção da Capela de Nossa Senhora da Glória, representa, portanto, a gênese da ocupação urbana em Ressaca. O povoado recém-criado pertenceu, de início, à freguesia dos Prados, termo da Vila de São José del Rei (atual Tiradentes). O primeiro pároco e talvez mentor das obras de construção foi o Padre Antônio Martins de Moura, que assumiu em outubro de 1741, tendo como ajudante o vigário João Carvalho de Abreu. Como dito antes, Padre Antônio tornou-se proprietário de terras na região de Ressaca, portanto beneficiário direto de um possível processo de urbanização da região.

Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca)

- Igreja Nossa Senhora da Glória (Igreja da Ressaca) -


Em 1771, foi nomeado capelão o padre Antônio da Silva e Santos, filho de Domingos da Silva Santos e Antônia da Encarnação Xavier. Nascido em 1745, Antônio era irmão mais velho de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Antônio estudou em Mariana e ordenou-se padre, sendo seu primeiro cargo justamente o de capelão do distrito de Ressaca da freguesia de Prados, tendo permanecido no cargo até 1789, ano da Inconfidência Mineira. Retirou-se então da vida religiosa, recolhendo-se a uma das freguesias da Vila de Barbacena, onde veio a falecer em 1805. A Capela (Igreja) de Nossa Senhora da Glória é o mais antigo e preservado bem cultural de Carandaí, Tombada pelo Patrimônio Histórico, exemplar vivo da história, da tradição e da memória do município. O valor histórico da Capela é indiscutível.

Ressaca

Ressaca

- Comunidade da Ressaca -

"O povoado da Ressaca surgiu, não como consequência da descoberta de ouro aluvional, mas como infraestrutura necessária para as atividades agrícolas dos fazendeiros, para as atividades comerciais, de hospedagem e realização de serviços, e ainda para facilitar as atividades fiscalizadoras da Coroa portuguesa. "


IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS

- IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS -

Outra construção de garande importância e a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, localizada na Comunidade do Bom Jardim, Zona Rural do Município de Carandaí, é um bem tombado a nível municipal pelo seu valor histórico, arquitetônico e artístico. A Igreja foi construída em 1770. Ao redor da Capela, construiu-se um adro murado de pedra, que servia de cemitério para o enterro de pobres e cativos. Sua arquitetura destaca-se por ser um exemplar original e preservado da arquitetura religiosa mineira do período colonial.


...


O povoado de Carandaí surgiu bem mais tarde. Sabendo do projeto imperial da construção de Ferrovia ligando a capital de Minas Gerais ao Rio de Janeiro, o senhor Francisco Rodrigues Pereira de Queirós, adquiriu terras na região, num local chamado “Moro”, onde construiu uma Igreja e dois sobrados, iniciando um núcleo urbano que é a atual sede do município de Carandaí, ligado ao povoado da Ressaca por um trecho da Estrada Real. Os primeiros moradores foram Francisco Rodrigues Pereira, o Capitão Severino de Moura e Silva, Antônio Patrício de Moura e Cândido Saraiva Nogueira, que ali se fixaram com seus escravos.


Barão de Santa Cecília

FRANCISCO RODRIGUES PEREIRA DE QUEIRÓZ

- Barão de Santa Cecília -

-Fundador da Cidade de Carandaí-


"Francisco Rodrigues Pereira de Queirós (Queiroz), primeiro e único Barão de Santa Cecília, (Prados, 1º de julho de 1818 — 2 de junho de 1890) foi um nobre brasileiro, que fundou a cidade de Carandaí, em Minas Gerais. Filho de Francisco José Pereira e de Cândida de Queirós Pereira. Foi major da Guarda Nacional na província de Minas Gerais. Casou com Luciana Pereira de Queirós (12 de janeiro de 1837 - 12 de julho de 1908), com geração. Ainda solteiro, legitimou três filhos. Foi agraciado com o Título Imperial de Barão de Santa Cecília em 10 de julho de 1874".



- Primeira Igreja de Carandaí - Igreja de Santana -

- Primeira Igreja de Carandaí - Igreja de Santana - (Foto tirada em 1929)

Com arquitetura e pintura seguindo decorações medievais. Quando observada do alto a construção tinha um formato de uma cruz, sendo o altar da igreja mais estreito e comprido. A Igreja foi demolida mais tarde e em seu lugar foi construida a "Igreja Sagrado Coração de Jesus".



Em 1872, a localidade da Ressaca foi elevada a categoria de freguesia com o nome de Santana da Ressaca, devido a troca da titularidade da padroeira da “Nossa Senhora da Glória” para “Santana”. Quatro anos mais tarde, transferiu-se a sede da freguesia para a localidade do “Moro”, propriedade do Barão de Santa Cecília, recebendo o nome de Santana de Carandaí, pela Lei2325 de 12 de julho de 1876, continuando integrada ao município de Barbacena.


Praça Barão de Santa Cecília

- Praça Barão de Santa Cecília -



Praça Barão de Santa Cecília

- Praça Barão de Santa Cecília -



Energia Elétrica em Carandaí

- Antigo "Forum e Cadeia"-

Inicialmente o prédio foi construido a direita da Igreja Sagrado Coração de Jesus, posteriormente foi demolido para dar lugar ao novo prédio da Prefeitura Municipal de Carandaí, atualmente se encontra a esquerda da igreja. Todos, localizados na Praça Barão de Santa Cecília.



Igreja Sagrado Coração de Jesus

- Igreja Sagrado Coração de Jesus -

Igreja em estilo neoclássico, construída em 1930, possui escadaria frontal, cercada por grades. Possui em seu interior vitrais e pinturas. Além de uma bela torre central. Construção da segunda metade do século XX destaca-se pelas suas pinturas interiores no teto e nas paredes. A igreja esta em bom estado de conservação, aberta para variadas celebrações.



Igreja Sagrado Coração de Jesus

- Igreja Sagrado Coração de Jesus -



Em 28 de outubro de 1881, inaugurou-se a Estação da Estrada de Ferro Pedro II, depois chamada Estrada de Ferro Central do Brasil.

Antiga Estação

- Antiga Estação Ferroviária -



Estrada de Ferro Central do Brasil

- Estrada de Ferro Central do Brasil -



Estrada de Ferro Central do Brasil

- Estrada de Ferro Central do Brasil -



Estrada de Ferro Central do Brasil

- Estrada de Ferro Central do Brasil -



Carandaí - MG

Carandaí - MG

O ramal ferroviário que rumava a Ouro Preto, esteve ali parado por 8 anos, enquanto se construía um pontilhão sobre o Rio Carandaí. Desta forma o povoado ficou sendo o fim do ramal por um longo tempo, fazendo com que viajantes lá desembarcassem até a retomada da viagem, as mercadorias vindas do interior, em carros de boi ou lombos de burro, ficavam armazenadas até o embarque. Com isto, Carandaí chegou a ter quatro hotéis e várias hospedarias e seu comércio floresceu, isto foi um grande impulso para o crescimento do povoado.


Antigo Pontilhão sobre o Rio Carandaí

- Antigo Pontilhão sobre o Rio Carandaí -



 Hotel Central (Primeiro Hotel de Carandaí) -

- Hotel Central (Primeiro Hotel de Carandaí) -



A Lei 843 de 7 de setembro de 1923, simplificando o nome, criou o Município de Carandaí, desmembrando-o de Barbacena.

Em 27 de abril de 1924, foi instalado o Município.


Dr. Rubem do Vale Amado

DR. RUBEM DO VALE AMADO - 27/04/24 à 16/05/27

- 1º - Prefeito de Carandaí -

Vice-Prefeito: Dr. Abeilard R. Pereira Filho

Secretário: Major João Rocha


VEREADORES

- 1ª Legislatura 27/04/1924 a 17/04/1927 -

Abeilard Rodrigues Pereira Filho

Alcides Pereira de Souza

Américo Bento Fernandes Leão

Celestino Batista

João Rocha

José Fajardo de Mello

Palmerio de Souza Américo Sobrinho

Renato Rodrigues Pereira Sobrinho

Rubem do Valle Amado

Aguinaldo Pereira Baêta



 Rua DR. Luiz Rodrigues Pereira

- Rua DR. Luiz Rodrigues Pereira - (Antiga casa do Senhor Dr. Abeilard R. P. Filho) -



 Rua DR. Luiz Rodrigues Pereira

- Rua DR. Luiz Rodrigues Pereira -



Energia Elétrica em Carandaí

- Implantação da CEMIG em Carandaí -

Encontro do Prefeito Municipal da época, Dr. Abeilard Rodrigues Pereira Filho, com o Engenheiro da CEMIG, assinando o Contrato para a implantação da CEMIG e recebendo o pagamento em cheque, na Prefeitura Municipal de Carandaí.



Primeiro Poste de Energia Elétrica em Carandaí

- Colocação do Primeiro Poste de Energia Elétrica em Carandaí -



Energia Elétrica em Carandaí

- Inauguração da CEMIG na Cidade, momento em que a energia foi ligada. - 27/01/1963-



Energia Elétrica em Carandaí

- Antiga Usina Hidrelétrica -



Rua Cônego Cotta

- Rua Cônego Cotta -



Rua Governador Valadares

- Rua Governador Valadares -



Rua Governador Valadares

- Rua Governador Valadares (Hotel Glória) -



Rua D. Silvério

- Rua D. Silvério -




- Esquina das Ruas Crispim Jacques Bias Fortes e Governador Valadares - Antiga farmácia do Senhor Olímpio Travessoni -



Colégio Bias Fortes

- Colégio Bias Fortes -



Praça Capitão Policarpo Rocha (Praça do Correio

- Praça Capitão Policarpo Rocha (Praça do Correio) -



Na Rua Crispim Jacques Bias Fortes funcionava a antiga Prefeitura Municipal de Carandaí.


Rua Crispim Jacques Bias Fortes

- Rua Crispim Jacques Bias Fortes -



Rua Crispim Jacques Bias Fortes

- Rua Crispim Jacques Bias Fortes, o sobrado da direita era a antiga Prefeitura Municipal de Carandaí. -



Rua Crispim Jacques Bias Fortes

- Rua Crispim Jacques Bias Fortes -



CARANDAÍ SPORT CLUBE

CARANDAÍ SPORT CLUBE

- As várias Gerações do CSC - CARANDAÍ SPORT CLUBE -

Muitos anos de glórias, vitórias e emoções, muitas delas vividas no Estádio Major João Rocha, em Carandaí.



Os Carnavais de Carandaí

- Os Carnavais de Carandaí -



Conhecido como o "Celeiro de Minas Gerais", o município de Carandaí destaca-se como grande horticultor.


Lavouras de Carandaí

Lavouras de Carandaí

- Celeiro de Minas Gerais -



Distrito Industrial Morro das Garças

- Distrito Industrial Morro das Garças -



Carandaí - MG

Carandaí - MG


Do Modesto “Rancho do Grandaí”, dos cientistas europeus dos séculos passados, Carandaí se transformou em uma respeitável cidade a meio caminho de Barbacena e Conselheiro Lafaiete.


Fontes: Câmara Municipal de Carandaí / Grupo do Facebook "Memórias de Carandaí" / Facebook da Prefeitura de Carandaí

Agradecimentos: Kerin da Cunha Almada - Vera Garcia

Elaboração e criação: Theago Silva



CORPORAÇÃO MUSICAL SANTA CECÍLIA DE CARANDAÍ


PÁGINAS DA NOSSA HISTÓRIA!

CORPORAÇÃO MUSICAL SANTA CECÍLIA DE CARANDAÍ


Carandaí ainda não havia sido elevada à condição de município quando o Senhor Constantino de Oliveira Horta se juntou a outros músicos locais para fundar a Corporação Musical Santa Cecília de Carandaí. A finalidade inicial da banda, fundada em 27 de abril de 1900, era a de tocar nas festas religiosas do então Arraial Santana de Carandaí. Os músicos também organizavam retretas dominicais no coreto e chegaram a se apresentar em circos que passavam pela cidade.


Nesses muitos anos, muitas figuras importantes de nossa história foram responsáveis pela regência da corporação, como o padre José Pedro Cota (o Cônego Cota), o Senhor José Martiminiano Teixeira e o maestro Cristóvão Gonçalves Pinto.


Em 1963 foi eleita a primeira diretoria da banda, formada pelo Senhor Doutor Abeilard Rodrigues Pereira Filho e pelos senhores Geraldo Sansevero Batista, Manoel Batista Mendes e João Pedrozo da Silva.


A sede da Corporação foi construída no início da década de 70, durante a administração do Senhor Jerônimo Rodrigues Furtado. O empreendimento foi possível graças ao amor à música demostrado pelos membros da banda, que se apresentaram no carnaval de 1970 e doaram seus cachês para a compra do lote.


FORMANDO MÚSICOS

Em seus mais de 100 anos, além de abrilhantar muitas das festas de nossa cidade e levar o nome de Carandaí a municípios da região e de outros estados, a Corporação foi responsável pela formação de muitos músicos. Quando o maestro Antônio Carlos Vieira, o Dequinha, assumiu o comando da banda, em 1984, passou a ministrar aulas de música gratuitas. A oportunidade foi decisiva para muitos carandaienses, que hoje ocupam posições de destaque em corporações musicais das Forças Armadas.


AMIGOS DA BANDA

De acordo com Dequinha, “na maior parte dos anos a banda tem sobrevivido de doações”. Visando potencializar e regularizar as contribuições, foi criado o projeto “Amigos da Banda”, que permite que as pessoas contribuam mensalmente com a manutenção das atividades. O dinheiro é investido na compra de materiais, com essa ajuda foram recentemente adquiridos cadeiras e suportes novos para as partituras.

PARCERIA DE SUCESSOS

Desde maio de 2013 a Corporação Musical Santa Cecília é parceira da Câmara de Dirigentes Lojistas de Carandaí na promoção de eventos que possibilitam não somente o fortalecimento de nosso comércio, mas também o resgate da cultura musical em nosso município, proporcionando às famílias carandaienses momentos de confraternização e lazer. A parceria garante ainda visibilidade à corporação e a oportunidade de resgatar seu público e conquistar novos alunos. As apresentações são realizadas em datas comemorativas (dias das mães, dos pais, natal) e durante as mesmas são promovidos sorteios de prêmios, com produtos doados pelos associados da CDL.


BANDA NA PRAÇA

Além das apresentações em parceria com a CDL, a Corporação realiza, desde 2013, o projeto BANDA NA PRAÇA, a cada 15 dias são promovidas apresentações em diversos bairros e distritos de Carandaí.


Fontes: BOLETIM INFORMATIVO CDL CARANDAÍ MAIO/JUNHO/JULHO 2015

Agradecimentos:CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE CARANDAÍ




 Corporação Musical Santa Cecília

- As várias gerações da "Corporação Musical Santa Cecília" -




SÍMBOLOS MUNICIPAIS DE CARANDAÍ


1. BRASÃO


Brasão de Carandaí


DECRETO LEI Nº 969/83

ART. 1º Fica criado o Brasão do Município de Carandaí de conformidade com o modelo que acompanha e passa a fazer parte integrante do presente Projeto.

PARÁGRAFO ÚNICO – O Brasão, objeto desta Lei será inserido na nova Bandeira do Município que terá as medidas oficiais no tamanho da Bandeira Nacional, nas cores: verde, vermelha e branca, obedecendo todas as formalidades legais.

ART.2º Revogam-se as disposições em contrário entrando esta Lei em vigor na data de sua publicação


2. BANDEIRA


Bandeira de Carandaí


Representação das cores e dos símbolos da Bandeira de Carandaí:


1) A coroa mural que sobrepões o brasão é símbolo universal dos brasões de domínio, que sendo de 08 torres, das quais apenas 05 são visíveis em perspectiva no desenho, classifica a cidade que representa;

2) O sol nascente simboliza: renovação, atividade e surgimento da vida;

3) A cor blau (azul), no campo superior do escudo, é símbolo heráldico de justiça, nobreza, perseverança e zelo;

4) Sinople (verde) representa honra, cortesia, civilidade e agricultura;

5) Jalde (amarelo) simboliza autoridade, glória, esplendor, riqueza e mando (poder);

6) Argente (branco) “prata” representa paz, trabalho, amizade, prosperidade e pureza;

7) Goldes (vermelho) simboliza coragem, intrepidez, luta e a evolução social e política;

8) As faixas que formam a cruz no campo da bandeira simbolizam a fé cristã e a religião;

9) Sulco prateado à destra ( esquerda) do brasão, simboliza o rio Carandaí, que banha a cidade “Município”, cujo nome constitui o topônimo (Carandaí);

10) O listel abaixo do escudo ostenta o topônimo da cidade cujo vocábulo provém do Tupi-guarani, e simboliza “Palmeira D’agua”.


3. Hino Municipal de Carandaí


LETRA E MÚSICA – SEBASTIÃO LIMA


Tu nasceste oh querida cidade

Do labor de audaz pioneiro

Neste solo onde a fertilidade

Nos transforma com rico celeiro

Tu que és testemunha primeira

Dos albores do nosso porvir

Viu nascer nesta terra mineira

Nas sesmarias nova estrela a luzir.


Carandaí és um marco de vitória

E o teu filho audaz e gentil

Fez seu nome entrar para a história

Bem na data maior do Brasil

Dia 7 de setembro

Ao raiar nossa maioridade

Carandaí nascia neste chão mineiro

Festejando esta felicidade.


O amanhã há de ser fulgurante

Com as graças de Nosso Senhor

É tão belo e gratificante

O que é feito com alma e amor

É tão rico este chão abençoado

Que eu quero viver sempre aqui

O teu nome é um tesouro sagrado

És minha vida oh Carandaí.




DADOS ESTATÍSTICOS


ADOÇÃO DO NOME

LEI Nº 723 DE 30 DE SETEMBRO DE 1918


EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO

7 DE SETEMBRO DE 1923


INSTALAÇÃO DO MUNICIPIO

27 DE ABRIL DE 1924



DENOMINAÇÕES ANTERIORES

RESSACA

SANTANA DA RESSACA

SANTANA DO CARANDAÍ


MUNICÍPIO DE ORIGEM

Barbacena



DISTÂNCIA DAS CIDADES LIMÍTROFES:

LAGOA DOURADA 35Km

CASA GRANDE 27Km

CARANAÍBA 14Km

CAPELA NOVA 25Km

PRADOS 39Km

DORES DE CAMPOS 35Km

RESSAQUINHA 16Km

SENHORA DOS REMÉDIOS 31Km



ADJETIVO PÁTRIO

Carandaiense


POPULAÇÃO

24.594 habitantes.


NÚMERO DE ELEITORES

18.895.



ALTITUDE


ALTITUDE MÁXIMA: 1277m

LOCALIZAÇÃO: Serra Poço Danta.

ALTITUDE MÍNIMA: 1016m

LOCALIZAÇÃO: Foz Ribeirão Maquine



RODOVIAS DE ACESSO

MG – 275

BR – 040


ÁREA DO MUNICÍPIO:

486,45 Km²


CEP

36280-000



PRINCIPAIS CENTROS URBANOS


BELO HORIZONTE 137Km

RIO DE JANEIRO 300Km

SÃO PAULO 550Km

VITÓRIA 575Km



BACIAS

BACIA DO RIO GRANDE

BACIA RIO DOCE


RIOS

RIO CARANDAÍ

CÓRREGO DO MINEIRO



TEMPERATURA


MÉDIA ANUAL 18Cº

MÉDIA MÁXIMA ANUAL 24Cº

MÉDIA MÍNIMA ANUAL 13,8Cº



PODER EXECUTIVO


Prefeitura

"PAÇO MUNICIPAL PRESIDENTE TANCREDO NEVES"

PREFEITO

Nome: Washington Luiz Gravina Teixeira

Data de Nascimento: 8/6/1962

Naturalidade: Conselheiro Lafaiete/MG


VICE-PREFEITO

Nome: Cor Jesus Moreno

Data de Nascimento: 14/07/1957

Naturalidade: Alto Rio Doce/MG


PREFEITURA MUNICIPAL DE CARANDAÍ

PRAÇA BARÃO DE SANTA CECÍLIA, 68, CENTRO

CARANDAÍ – MG – CEP:362800

TEL: (32) 3361-1177 / (32) 3361-3361

Fax: (32) 3361-1088



PODER LEGISLATIVO


Câmara

"PAÇO LEGISLATIVO MUNICIPAL JOÃO LUIZ ALVES DE SOUZA"

PRESIDENTE 2017/2018

Maria da Conceição Aparecida Baêta - PPS


LEGISLATURA 2017/2020

Aécio Flávio - PRB

André Luiz Melo - PSDB

Geraldo Francisco Gonçalves - PR

Jader José - PDT

Eder Damasceno Silva - PSD

Maria Aparecida Baêta - PPS

Maria Imaculada Wanser - PSC

Naamã Neil - DEM

Osmar Severino - PMDB

Milton Euzébio de Oliveira - PSB

Valério Domingos de Souza - PR


CÂMARA MUNICIPAL DE CARANDAÍ

Rua Dr. Rubem Amado, 217, Bairro Nossa Senhora do Rosário

Carandaí - MG, 36280-000, Telefax: (32) 3361-1501 | 3361-2097

contato@camaracarandai.mg.gov.br - facebook.com/camara.carandai



PODER JUDICIÁRIO


Fórum

JUÍZ DE DIREITO

Braulino Correa da Rocha Neto


REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Rodrigo Silveira Protásio


DEFENSOR PÚBLICO

-


FÓRUM

PRAÇA BARÃO DE SANTA CECÍLIA, 13, CENTRO

CARANDAÍ – MG – CEP:362800

TEL: (32) 3361-1039




LOCALIZAÇÃO